CFC “pela suspensão do mandato de Macário”

“Como o CFC tem denunciado e demonstrado, os órgãos municipais de Faro – Câmara e Assembleia, funcionam sem respeito pelas regras democráticas, pelas leis e sem respeito pelos munícipes. Primeira nota inequívoca: aos  tribunais o que é dos tribunais. Não há pré-condenação na praça pública. Mas, seja qual for a decisão final, o que o processo revela e o que  está em causa é uma forma de estar e de decidir do Eng. Macário Correia. Em Tavira ou Faro, é igual”, afirma em nota de imprensa o movimento CFC, ,liderado pelo antigo edil de Faro, José Vitorino:

“Sempre denunciámos e demonstrámos que não estuda processos, decide contra a lei ou sem se preocupar se a cumpre.

No caso de Tavira,  qualquer que seja a decisão, avançou contra todos os pareceres e não procurou esclarecer junto das entidades de tutela técnica.

Em Faro, com o voto expresso do PS, ou a conivência deste partido, são muitas as decisões com queixas que correm termos  no Tribunal de Contas, Ministério Público, Inspeção de  Finanças, Inspeção Geral e Administração Local.

Podem alguns dizer que o processo não é em Faro, mas em Tavira.

Mas tem que se transpor para Faro, porque a forma de atuar é a mesma, com a agravante de em Faro contar com o apoio do Partido Socialista.

As práticas que este processo revela vêm confirmar em absoluto o que o CFC sempre denunciou em Faro, da responsabilidade do bloco PSD/CDS/PS.

A situação é grave, mas ao contrário do PS que quer eleições, faltando pouco mais de um ano para o fim do mandato e pelos custos que isso teria, o CFC considera irresponsável querer empurrar os munícipes para um ato eleitoral. Em Outubro de 2013 haveria sempre novas eleições.

Pela conduta e falta de ética do Eng. Macário Correia, exige-se que tenha uma postura de Estado e suspenda de imediato o mandato, até que o processo seja concluído, em nome da defesa do Concelho.

Agora, está politicamente ferido de morte e arrastará o Concelho.

O Partido Socialista que durante todo o mandato tem estado ao lado da coligação PSD/CDS, comete uma profunda hipocrisia politica ao falar “do que quer, posse e mando”. Está também a acusar-se a si próprio.

Mas o PS  também não tem autoridade para pedir ou exigir nada e devia estar calado, porque depois do ex-Presidente Luís Coelho ser condenado a um ano e seis meses de prisão, com pena suspensa, manteve-o em Presidente na Assembleia Municipal”, conclui a nota de imprensa CFC.

Deixe um comentário

Filed under Uncategorized

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s