CÂMARA MUNICIPAL DE LOULÉ CONCLUIU INSTALAÇÃO DE 60 OLEÕES

Tendo como obje tivo a recolha seletiva e encaminhamento dos óleos alimentares usados para valorização, e na sequência do contrato celebrado com a RECICLIMPA para a instalação de contentores, recolha, transporte e tratamento dos óleos, foram instalados em 2011 no Município de Loulé 30 oleões e durante a última semana concluiu-se a instalação de mais 30 unidades, perfazendo assim um total de 60 oleões colocados em todo no Concelho, conforme previsto.

Consciente da importância que a valorização dos óleos alimentares usados representam, a Câmara Municipal de Loulé iniciou em outubro de 2011 a distribuição dos primeiros 30 oleões, os quais já permitiram, até hoje, a recolha de 3.454 kg de óleos alimentares usados. Um balanço que a Autarquia considera muito positivo.

Os novos oleões, agora instalados, encontram-se nos seguintes locais: Loulé: Largo Tenente Cabeçadas, Rua Manuel Guerreiro Pereira, Rua Manuel Rocheta, Rua Almeida Carrapato, Rua Maria José Estanco/Rua de Betunes, Rua Ascensão Guimarães, Rua José António Madeira, Urbanização Boa Entrada, Av. Laginha Serafim (Urbanização Residências do Parque); Almancil: Av. Duarte Pacheco, Rua Cristóvão Pires Norte, Av. 5 de Outubro, Vale de Éguas e S. Lourenço (Rua da Igreja); Quarteira: Rua Capitão Salgueiro Maia, Av. Carlos Mota Pinto (cruzamento com a Rua da Cabine), Av. Carlos Mota Pinto (próximo do Cadilac Bar), Rua do Farol, Rua Portas do Mar, Rua Vereador Filipe Jonas, Rua da Mónica, Rua da Escola, Fonte Santa (Urbanização Al-Sakia), Sítio da Cascalheira e Vilamoura (Praça Banco Português do Atlântico); Boliqueime: Fonte de Boliqueime; Salir: Cortelha (na EN2); Alte: Av. Dr. Manuel Teixeira Gomes; S. Sebastião: Parragil.

Assim, a Autarquia louletana apela para que, através de um gesto quotidiano tão simples como depositar os óleos alimentares usados nos respetivos oleões, os munícipes do Concelho de Loulé continuem a contribuir para a valorização deste tipo de resíduo, para a diminuição da quantidade de óleos e gorduras nas águas residuais (que as Estações de Tratamento das Águas Residuais têm dificuldade em tratar devidamente) e para a redução da contaminação dos lençóis freáticos.

Deixe um comentário

Filed under Uncategorized

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s