ESPAÇOS LÚDICOS E ELEMENTOS CONSTRUÍDOS SÃO TEMA DE DEBATE EM ALBUFEIRA

A definição do que é o espaço público, o enquadramento legal, a importância do projeto e o papel do projetista, aspetos polémicos e perguntas frequentes foram os temas abordados em mais uma sessão das Jornadas “Desafios no Espaço Público”, dedicada aos espaços lúdicos e elementos construídos. “Desafios no Espaço Público” regressa a 25 de setembro para abordar o tema da Água e da Rega

No dia 24 de julho decorreu mais uma sessão das Jornadas “Desafios no Espaço Público”, desta feita dedicada aos espaços lúdicos e elementos construídos. A iniciativa que é organizada pelo município de Albufeira, através do Gabinete de Reabilitação Urbana (Grua) em parceria com a seção regional da Associação Portuguesa dos Arquitetos Paisagistas (APAP) e o apoio de algumas empresas da área, teve lugar na Biblioteca Municipal Lídia Jorge.
Jorge Coelho da APAP salientou, mais uma vez, a importância da parceria com a Câmara Municipal de Albufeira para a realização destas ações, bem como a imprescindibilidade de abordar os espaços de convívio na sua globalidade e especificidade.
As técnicas do Grua, Manuela Santos e Isabel Valverde, referiram a preocupação da Autarquia em criar, na malha urbana, espaços com características funcionais, lúdicas, com qualidade e segurança, com o objetivo de responder às diferentes necessidades da população. Como exemplos destacaram “um conjunto de espaços públicos contínuos, que definem um anel na cidade, nomeadamente o Parque da Alfarrobeira, o de Valemangude e o Parque Lúdico”.
O arquiteto paisagista Fausto Nascimento referiu que os espaços lúdicos, quer os mais complexos quer os mais simples, todos contribuem para o bem-estar da população e salientou “a importância de se conhecer a realidade das pessoas que vivem os espaços e dos gestores desses mesmos espaços, por forma a ir ao encontro dos desejos dos utilizadores e garantir a sua qualidade”
Por sua vez a arquiteta paisagista Milva Maggioni, da empresa Playplanet, destacou a importância da tecnologia nas nossas vidas, referindo que as crianças têm perfis diferenciados em relação às de antigamente. “Atualmente os jogos exigem menos habilidades motoras e requerem maior capacidade de concentração, daí a necessidade de proporcionar elementos lúdicos no exterior que simultaneamente contemplem estas capacidades e a interação virtual”. A acessibilidade a todos e a diferentes faixas etárias de utilizadores, o divertimento e a segurança foram outras das preocupações referidas por Milva Maggioni.

About these ads

Deixe o seu comentário

Filed under Uncategorized

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s